Vou te contar uma fofoca

sexta-feira, 17 de abril de 2009


O que é uma fofoca? Um mexerico? Um segredinho bobo que contamos uns para (e sobre) os outros e nos rimos? Fofocar é dos passatempos mais populares da humanidade. Pode ser dos vizinhos, de conhecidos, de amigos, da família ou de estranhos. Mas sempre é divertido. A não ser quando a fofoca toma proporções de calúnia, injúria ou difamação e transforma-se em caso de polícia. Mas o que a fruta tem a ver com isso? A mexerica? Por que mexerico?


Não encontrei relação entre a fêmea/fruta e o macho/fofoca. Talvez seja pela associação entre gomos e fatos que, contados das mais variadas maneiras, transformam-se em gomos de fofocas. Contudo, a fruta passa longe de ser um mexerico. Mexerica é o jargão popular para a tangerina (Citrus reticulata), que também pode ser mandarina, bergamota, vergamota (no Sul) e até mimosa (Paraná). Vem da Ásia (China e Índia) e se dá bem em países tropicais como o Brasil (somos o quarto produtor mundial).


As variedades mais conhecidas da tangerina são a mexerica, a poncã, a dancy, a laranja-cravo (ou tangerina-cravo), a montenegrina e a dekopon. A murcott é uma espécie híbrida, mistura de tangerina com laranja, usada especialmente para a produção de sucos.


A mexerica ou tangerina é consumida, preferencialmente, ao natural. Mas é possível fazer compotas, doces e geleias, inclusive com o uso da casca da fruta. A poncã (ou ponkan) e a mexerica equivalem em sabor e aroma. Mas a mexerica, na minha opinião, é mais saborosa. A mexerica tem, na casca, mais óleos essenciais (substância que provoca o cheiro forte e ácido) do que a poncã.


Os cítricos, na maior parte das plantas, surgiram todos de países como a Índia, China, Birmânia e Malásia. Dessas regiões, foram levadas para o norte da África e para o sul da Europa (ainda na Idade Média). No Brasil, a primeira referência sobre a tangerina aparece em 1817, pela pena do padre português Manuel Aires de Casal.


As espécies mais consumidas, ainda que semelhantes, têm sabores e aromas distintos:

- Poncã: da espécie CitCitrus reticulatarus reticulata, com gosto mais doce e frutos mais ácidos. Dessa família, a tangerina-cravo é um tipo de fruta que amadurece mais rápido do que a poncã e tem frutos ainda mais ácidos.


- Mexerica: a espécie, Citrus deliciosa, produz frutos menores e um pouco mais ácidos do que a poncã. É uma das espécies mais encontradas - a mexerica do rio.


- Murcott: fruta híbrida (murcote ou morgote), resultado do cruzamento da laranja e da tangerina. É aquela fruta em que a casca não se solta com facilidade. É matéria-prima para sorvetes de tangerina.

Comments

3 Responses to “Vou te contar uma fofoca”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Anônimo disse...

"O que é uma fofoca? Um mexerico? Um segredinho bobo que contamos uns para (e sobre) os outros e nos rimos? Fofocar é dos passatempos mais populares da humanidade. Pode ser dos vizinhos, de conhecidos, de amigos, da família ou de estranhos. Mas sempre é divertido. A não ser quando a fofoca toma proporções de calúnia, injúria ou difamação e transforma-se em caso de polícia. Mas o que a fruta tem a ver com isso? A mexerica? Por que mexerico?"
...
...
ESPANTO!!!!!!!!!!!!!!!!

Porque ando há semanas remoendo este item, aqui introduzido, e nem por mim suficientemente desenvolvido,... !!!?????????

acho que existe uma diferença muito grande entre a fofoca-antiga, de tipo lúdico e não prejudicial, sem nenhum sentimento ou intenção a não ser brincar e rir através da maledicência,... e aquilo que hoje se observa a esse nível... não é fofoquice inocente, para rir com cumplicidade malvadinha mas responsável e respeitosa, não. é intriga, é uma arma de arremesso, e forte, atentado dissimulado contra vários tipos de liberdade... e sobretudo revela uma cobardia e falta de vergonha em todas as partes do corpo verdadeiramente assustadoras!... enfim. deve ser assunto de fruta, não?...

"caso de polícia?"... é mais caso de proximidade do fim do mundo, ou pelo menos da humanidade como "achei" tê-la conhecido... com todos e muitos "defeitos", como eu, defeito por natureza. mas isto é outra coisa, outra "era", para a qual ainda não há adjectivos...

19 de abril de 2009 08:09
Redneck disse...

Oi, eu acho que pontuo essa questão com mais eficiência no post sobre bullying no outro blog. E é, deve ser assunto de fruta. Por isso estamos a debatê-lo, talvez.

19 de abril de 2009 21:23
Edilaine disse...

Na verdade, conheço desde criança a história da mexerica, o que gerou a criação do mexerico é justamente o cheiro forte da fruta, que de longe pode ser sentido, o que faz com que a história (a fofoca) vá longe... e pode ser descoberta, pois o cheiro é forte e se estende por muitos curiosos, e pode chegar novamente ao que gerou o problema.

13 de julho de 2010 08:04