Pérola negra

quinta-feira, 23 de outubro de 2008


Por fora, pérola negra. Por dentro, manjar. Quando faço um manjar branco com ameixas pretas, imediatamente vejo ali a jabuticaba do avesso, reproduzida ao contrário, numa releitura da fruta.

Nativa do Brasil feito a virgem dos lábios de mel de Alencar, a jabuticaba deve o nome ao tupi-guarani - iapoti'kaba - ou o "fruto que alimenta o jabuti". Por que mesmo perdemos o tupi-guarani? Quanta poesia e significado para designar uma fruta!


Essa mimosa fruta de quintal, de terreiro mesmo, é da Mata Atlântica, tão nossa que chega dói! Abundante em Minas Gerais, lá atrás nos tempos em que as minas nem eram tão gerais assim, a jabuticabeira produz frutos pequenos, de casca negra e polpa branca. Geléia, licor, suco, vinho, vinagre e aguardente, tudo gostoso, tudo fácil. Ali, direto do pomar, do quintal, do terreiro, feito galinha caipira.


A principal espécie de jabuticabeira é a Myrciaria jaboticaba (Sabará). As demais são a Myrciaria cauliflora (jabuticaba Paulista), a Assú (ou Ponhema), a Branca e a Rajada.

Me lembro que nas casas de minhas avós havia pés de jabuticabeira. Ambos carregados, feito colares de pérolas negras à espera de ladrões de pés descalços a tirar uma a uma e engolir, com êxtase. Que delícia! Bolinhas de gude em árvore, aos montes. Meio que pediam para ser apanhadas e estouradas na boca: ploc ploc!


"Atrás do grupo-escolar ficam as jabuticabeiras.
Estudar, a gente estuda. Mas depois,
ei pessoal: furtar jabuticaba.
Jabuticaba chupa-se no pé.
O furto exaure-se no ato de furtar
Consciência mais leve do que asa
ao descer,
volto de mãos vazias para casa."

Menino Antigo, Carlos Drummond de Andrade

Comments

2 Responses to “Pérola negra”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Edianez disse...

Sérgio, c'est magnifique!
Lindão, bem escrito e com pesquisa, esse seu blog tá bem bacana mesmo! O meu é beeeem amador, perto do seu!
bjs
Edianez

23 de outubro de 2008 19:34
Redneck disse...

Edi, obrigado. Legal! Te visitei ontem e soube das últimas da Europa. Aliás, você deu um giro no mundo, hein! Te adicionei lá no Por uma Second Life. Beijo!

24 de outubro de 2008 11:29